Colunista Guilherme Beraldo fala sobre sua carreira e expectativas com o jornalismo no pós-pandemia

24/06/2020
20 Views

Guilherme Beraldo é assim: Uma pessoa irreverente, antenado e apaixonado pelo que faz. Ele, que já foi apresentador do programa A Tarde é Sua, na Rede TV, toca seu projeto com o Portal Aqui Tem Fofoca e acaba de lançar seu canal no Youtube. Guilherme, que se considera jornalista desde que nasceu, carrega na alma a paixão pela notícia dos bastidores. Saiba mais sobre este profissional.

Beraldo tem história para contar. E, foi desde 1996, na sua TV ainda em preto e branco que o paulista do bairro Mairinque começou a se interessar pelo universo da informação. Seu primeiro blog foi escrito aos 17 anos, com críticas de TV. Um acidente postergou seu sonho de cursar jornalismo, mas, ele não desistiu. Hoje cursa história e também jornalismo.

No ano de 2012 recebeu um convite para participar do programa Mulheres, na TV Gazeta, apresentado por Cátia Fonseca. Na ocasião, ele entrava no ar por 30 minutos com fofocas ao lado de Mamma Bruschetta e do jornalista Fernando Oliveira. Ele se recorda de um dia quando “caiu” (como dizem os jornalistas), foi cancelada uma pauta e eles ficaram mais de 2 horas no ar.

Sempre dedicado, conquistou boas fontes no meio jornalístico e, com isso, começou a dar seus furos de reportagens ao público. Como o do ano de 2014, quando descobriu o final da novela Avenida Brasil, em uma terça-feira, faltando três capítulos para o término, a novela que foi sucesso de audiência, trouxe a oportunidade de participar do programa Manhã Maior, na RedeTV, apresentado pela Regina Volpato. Em 2016, por 20 programas esteve fixo, nas quartas-feiras, no programa A Tarde é Sua, apresentado pela Sonia Abrão.

Quem acompanha seu site, encontra fofocas e audiências dos principais canais televisivos. Por ser bastante influente no meio, já conseguiu sair na frente de jornalistas renomados. E, lembra de quando o saudoso Gugu deixou o SBT, indo para a Record. Ele quem noticiou em primeira mão, cinco dias antes de sua saída fato.

Guilherme lembra de sua experiência na RedeTV, com paixão e faz suas apostas para a pós-pandemia: “Fazer TV ao vivo é uma adrenalina incrível. Sonia Abrão é muito generosa, sempre gostou das pautas que levei ao programa, da verdade que sempre foi minha marca. Na atualidade, vejo que o jornalismo de celebridades caminha para uma renovação pós-pandemia. Já o jornalismo factual, continua forte, mas, sofrerá mudanças também”, comenta.

Suas referências se espelham nos jornalistas Ricardo Feltrin, Daniel Castro, Sonia Abrão, Leão Lobo e Nelson Rubens. Quando perguntamos sobre como enxerga a relação do leitor com as noticias nos dias de hoje, ele acredita que o consumo da notícia mudou na quarentena. Mas, não mudou o interesse do público por querer saber o que “fulano” está fazendo, ou com quem ele está saindo. Para ele os assuntos sempre rendem algo a mais. “A fofoca nunca termina, sempre tem capítulos extras”, explica.

Uma preocupação do jornalista nesta pandemia é o crescimento das fake News. Para ele, hoje, todos precisamos checar com diversas fontes, ouvir todos os lados.

“Quando isso tudo acabar, passaremos por um período de adaptação. Tudo vai mudar, novelas, cinema, teatro, o mundo das celebridades. É uma virada de 360º. Precisamos ser pacientes”, diz.

Sobre seus projetos para a retomada do novo normal, ele lançou recentemente seu Canal onde aproveitará toda sua bagagem jornalística e também sua formação em ciências políticas, além de sua formação em teatro para apresentar variedades não só do mundo da fofoca, como notícias de entretenimento, jornalismo e informação. E, quem sabe voltar para os palcos. Mas, ele reforça aos leitores do portal Aqui tem Fofoca. “É um canal de variedade, mas, 70% fofoca”, finaliza.

Deixe o seu comentário